Covid-19: municípios têm estrutura para vacinar 1,5 milhão por dia

Covid-19: municípios têm estrutura para vacinar 1,5 milhão por dia

 Os municípios brasileiros têm estrutura e competência para cumprir o Plano Nacional de Imunização. O que está faltando são as vacinas”. A garantia é do presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, durante reunião, nesta segunda-feira (12.04), da Comissão da Covid, no Senado Federal.

Segundo ele, os gestores municipais não estão conseguindo fazer o enfrentamento da pandemia por falta de vacinas e de outros insumos, recaindo sobre eles as dificuldades de adotar medidas restritivas e, ao mesmo tempo, garantir leitos suficientes para atender a população.

Fila

Ele relata o colapso da rede pública de saúde na maioria dos municípios. Segundo dados da CNM, pelo menos 25% dos municípios brasileiros estão com fila de pacientes aguardando leitos de UTI e outros 26% não têm mais leitos nas Unidades de Pronto Atendimento.

Segundo Aroldi, os municípios têm estrutura e competência para cumprir o Plano Nacional de Imunização, mas o problema está na falta de vacinas no Brasil. “Está claro que os calendários não estão sendo cumpridos”, disse. “Se tivermos as vacinas, os municípios podem vacinar até 1,5 milhão de pessoas por dia”, garantiu.

Pandemia

A mesma situação foi apresentada pelo presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette. Segundo ele, o apoio do governo federal aos municípios não vem sendo o mesmo do ano passado. “Parece que o governo pensa que a pandemia acabou no final de 2020”, reclamou. Segundo ele, pesquisa feita pela FNP mostra que pelo menos 90% dos 294 municípios pesquisados estão com problemas no fornecimento de oxigênio, além de aventais, óculos e fraldas descartáveis.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, encaminhou ofícios à comissão relatando dificuldades dos municípios em adotar medidas restritivas como prevenção e combate à covid-19 e sugere a contratação e/ou renovação de contratos existentes com médicos formados fora do Brasil sem a necessidade do “revalida”. Neurilan também sugere o apoio das forças armadas na aplicação das vacinas.

Vacinas

Relator da Comissão da Covid e vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) diz que a situação relatada pela Confederação Nacional dos Municípios e Frente Nacional de Prefeitos constata que a dificuldade maior tem sido garantir que insumos e, principalmente, as vacinas cheguem até a população. “Por isso, tenho defendido agregar as plantas industriais de produção de vacinas animais ao processo de produção das vacinas para a covid-19”. Segundo ele, essas indústrias têm condições de garantir, a partir da aquisição do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo), produzir em 90 dias pelo menos 200 milhões de doses e, até o final do ano, 400 milhões de doses. “As indústrias estão prontas para produzir”, disse.

A proposta foi referendada pelo presidente da Comissão da Covid, senador Confúcio Moura, e pelo presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco. O assunto foi levado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, por ambos, em reunião realizada no sábado passado

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?