Senado vai homenagear Ricardo Corrêa com nome de rodovia em MT

Senado vai homenagear Ricardo Corrêa com nome de rodovia em MT

O trecho da rodovia BR-158, localizado entre Aragarças, no Estado de Goiás, até Água Boa, em Mato Grosso, deve passar a ser denominado “Rodovia Ricardo Corrêa”. O anúncio de Projeto de Lei 5142/2020 nesse sentido foi feito nesta quarta-feira, 11, pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), durante reunião da Comissão Especial Mista da Covid-19. Uma vez aprovado no Senado, a proposta vai à Câmara dos Deputados.

Segundo o senador, trata-se de “justa homenagem” a um dos políticos de Mato Grosso que mais defendeu a democracia e  lutou pelo desenvolvimento da região do Araguaia. Corrêa faleceu na terça-feira, 10, acometido pela Covid-19.

Na mensagem aos senadores, Fagundes lembrou que nos tempos de maiores dificuldades do país, Ricardo Corrêa “foi fiel ao diálogo e a voz a favor da liberdade de escolha”. Natural de Uberlândia (MG), Corrêa iniciou sua trajetória política em 1975 quando filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena).

Formado em Direito pela Faculdade Anhanguera de Ciências Humanas, de Goiás, elegeu-se deputado estadual em Mato Grosso em 1978. Após o fim do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a consequente reorganização partidária, ingressou no Partido Democrático Social (PDS). Entre 1981 e 1983 ocupou a primeira vice-presidência da Assembleia Legislativa.

Em sua biografia consta que ele ocupou os cargos de secretário de Indústria, Comércio e Turismo durante o Governo Júlio Campos (1983-1986) e de Obras e Serviços Públicos. Em 1986, tornou-se diretor financeiro da Telecomunicações de Mato Grosso.

“De estilo apaziguador, Ricardo Corrêa era um dos grandes estudiosos e defensores da região do Araguaia. Em sua trajetória parlamentar, se transformou num dos maiores entusiasta dessa rodovia. Ele entendia que a BR-158 se transformaria – ao lado da BR-163 – um dos principais corredores de escoamento da produção de grãos do Brasil” – frisou Fagundes.

Fagundes ressaltou que, por onde passou, Ricardo Correa lutou pela implantação e conservação da rodovia como caminho para induzir o desenvolvimento econômico da região e por propiciar condições de conectar rodovia com hidrovia e ferrovia – fato que se evidencia neste momento. Como deputado federal, Corrêa integrou a primeira vice-presidência da Comissão de Desenvolvimento Urbano e Interior e também foi diretor de Planejamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT.

 

Conselheiro político

Wellington enfatizou que Ricardo Correa deixou um legado de calmaria e de como preservar amizades no meio político. Observou que a própria imprensa do Estado o apresentava como “sereno na fala e muito inteligente”.

“Tinha presença cativa em rodas de debates, gestão de crise e auxílio de marketing, principalmente em período de eleição. E justamente na reta final das eleições deste ano, Santa Cecília – como era chamado pelos amigos mais próximos – acabou falecendo” – destacou, durante a reunião..

Ricardo, nos últimos tempos, principalmente desde 2014, é um dos grandes participantes da vida política do senador Wellington Fagundes. Em 2018, quando Wellington fazia campanha para governador do Estado, ele estava sempre presente, principalmente quando o assunto ou agenda estava envolvido o Araguaia.

Da assessoria

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado

× Como posso te ajudar?