Trabalho para viabilizar vacina rende reconhecimento a Wellington

Trabalho para viabilizar vacina rende reconhecimento a Wellington

Em sessão especial para comemorar o Dia Nacional da Vacinação, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) recebeu reconhecimento público pelo trabalho desenvolvido para viabilizar estoques de imunizantes contra a Covid-19. O senador Marcelo Castro (MDB-PI), médico e autor do requerimento do evento, destacou o papel do colega mato-grossense como relator da Comissão Temporária da Covid-19, classificando-o como “gigante incansável”.

“O Brasil deve muito a vossa excelência; foi um gigante incansável, desde o início da pandemia, quando havia dúvidas, suspeitas e disseminação de notícias falsas. No Congresso Nacional, foi uma voz firme e decidida, determinante na defesa da ciência e dos princípios científicos” – disse Castro.

Ex-ministro da Saúde, o senador Marcelo Castro definiu, ainda , as ações de Wellington como uma “verdadeira cruzada” para garantir que o Brasil pudesse ter um parque industrial capaz de produzir imunizantes em quantidade suficiente para atender a população brasileira e ainda no estímulo ao desenvolvimento de tecnologia nacional. “Só podemos agradecer sua inestimável contribuição” – disse.

Na sessão especial e depois em plenário, Fagundes comemorou o anúncio de que no dia 29 de outubro terão início, em Salvador, os testes clínicos de uma nova vacina contra a covid-19. Esse imunizante é desenvolvido pela norte-americana HDT Biocorporation e integra um plano de desenvolvimento global que envolve Brasil, Estados Unidos e Índia.

Segundo Wellington, trata-se de uma vacina que usa tecnologia de RNA de terceira geração, que, em contato com o organismo, tem a capacidade de se autorreproduzir, gerando um RNA-Mensageiro que ensina o corpo humano a produzir os anticorpos contra a covid-19.

O senador destacou a possibilidade de que esse imunizante seja aplicado em dose única e também sua capacidade de promover uma resposta duradoura a diferentes cepas de vírus.

“Meu desejo e minha esperança, e creio que sejam de todos nós aqui, é que em 17 de outubro de 2022 nós estejamos neste plenário para uma celebração especial: para comemorar o Dia Nacional de Vacinação com vacinas em abundância, e não só para nossa população brasileira, mas também para atender à demanda dos países vizinhos e de tantos outros países, formando, assim, uma grande barreira sanitária” — declarou.

Wellington Fagundes disse ainda que continuará lutando para garantir os recursos necessários para o desenvolvimento de vacinas e buscar os melhores caminhos para a produção de imunizantes. “Não podemos permitir que a cultura da diminuição de investimentos resista e nos empurre para baixo na posição entre os países inovadores do mundo” — afirmou.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?