Universidade Federal de Rondonópolis dá posse aos pró-reitores

Universidade Federal de Rondonópolis dá posse aos pró-reitores

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, participou, nesta quinta-feira (30), da posse dos pró-reitores da Universidade Federal de Rondonópolis, um passo importante na consolidação dessa nova instituição de ensino superior.

O preenchimento dos cargos foi possível graças à atuação do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que apresentou projeto que originou a Lei Complementar 180/2021, que removeu as restrições impostas pelo Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2. Esse programa impedia reposição do quadro permanente de servidores e a nomeação de cargos de direção e funções nas recém-criadas Instituições Federais de Ensino Superior, dificultando seu funcionamento.

A UFR foi criada em 2018, após uma intensa articulação do parlamentar, que atuou junto ao governo federal. Como resultado, cinco novas universidades foram criadas. “Esta solenidade de posse é o coroamento de um trabalho que mobilizou toda a sociedade não só de Rondonópolis, mas de toda a região Sudeste”, disse.

Obstáculos

 “Foi muita luta e persistência, mas vencemos os obstáculos e a burocracia e hoje temos uma universidade que caminha para a sua consolidação administrativa e que vai contribuir para o desenvolvimento de toda a região”, disse.

Ainda em Rondonópolis, o ministro visitou a usina fotovoltaica da UFR quando falou no programa de incentivo à adoção da energia solar para reduzir o custo de R$ 900 milhões/ano com o custo de 281 campi – recursos que poderão ser utilizados em pesquisa e infraestrutura.

A usina vai gerar 1.94 Megawathh, tornando a instituição totalmente sustentável em relação a energia elétrica.

Restaurante

O ministro também visitou as obras de revitalização do restaurante universitário e participou da posse de pró-reitores da universidade.

O restaurante foi totalmente revitalizado, trazendo um ambiente mais amplo, arejado e iluminado, atendendo às exigências sanitárias impostas pela pandemia da covid-19.

Ele ressaltou o trabalho do senador Wellington Fagundes (PL-MT) pelo desmembramento do campus de Rondonópolis da UFMT, dando origem à UFR. “Se estamos hoje dando posse aos novos pró-reitores, é porque houve um trabalho intenso do senador para a criação desta universidade”, falou.

O prefeito, José Carlos do Pátio, assinou convênio com a UFR para pavimentação de ruas internas e pediu ao ministro a universalização da educação infantil e a criação de mais vagas no curso de Medicina.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?