Wellington pede bloqueio para nova variante do coronavírus

Wellington pede bloqueio para nova variante do coronavírus

Cidades da região de fronteira entre Mato Grosso e a Bolívia podem receber doses extras de vacinas contra a covid-19 como bloqueio contra a possível entrada da variante andina do coronavírus. A solicitação ao Ministério da Saúde foi feita pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), relator da Comissão Temporária da Covid-19 no Senado. Ele lembra o fato de Mato Grosso ter 720 km de fronteira seca com o país vizinho, onde se registra fluxo de pessoas entre os dois países, o que pode facilitar a entrada dessa variante no Brasil.

Visita

O assunto foi discutido, nesta sexta-feira (09.07), com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que esteve visitando Rondonópolis, Várzea Grande e Cuiabá. Segundo o ministro, a barreira sanitária na região de fronteira já está em estudo pela equipe técnica do Ministério da Saúde e pode representar um reforço no volume de doses de vacinas não só para as cidades de fronteira, mas para todo o Estado.

400 mil doses

A Secretaria Estadual de Saúde calcula que, somente na região de fronteira, seriam necessárias 400 mil doses extras. O secretário, Gilberto Figueiredo, também estuda a possibilidade de antecipar a aplicação da segunda dose das vacinas na população como forma de evitar a contaminação da população por novas variantes do coronavírus.

“Essa barreira sanitária é fundamental. Sabemos da presença dessa vacina em outros países da América do Sul e, por isso, estamos pedindo prioridade no Programa Nacional de Imunização para as cidades que estão próximas da fronteira de Mato Grosso com a Bolívia. A medida inclui também a fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai”, disse.

Variante

A variante foi encontrada pela primeira vez em agosto de 2020 no Peru. Na ocasião, a Organização Mundial da Saúde emitiu um alerta. Até o mês passado, ela estava presente em pelo menos 29 países, principalmente na América do Sul.

Ao todo, 28 municípios de Mato Grosso estão incluídos na classificação de faixa de fronteira. Entre eles estão Vila Bela da Santíssima Trindade, Cáceres, Poconé, Araputanga, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Lambari d’Oeste, Pontes e Lacerda, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Vale do São Domingos e Tangará da Serra. 

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado

× Como posso te ajudar?