Ministro confirma universidade do nortão e ressalta trabalho de Wellington

Ministro confirma universidade do nortão e ressalta trabalho de Wellington

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, confirmou ontem (29), em Sinop, que o projeto de criação da Universidade Federal do Norte de Mato Grosso deve ser apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro no próximo 15 de outubro – dia do professor. Depois de apresentado, cabe ao Congresso Nacional aprovar.

Ele reforçou a luta dos senadores Carlos Fávaro (PSD-MT) e Wellington Fagundes (PL-MT) para que a nova universidade, a ser desmembrada da Universidade Federal de Mato Grosso, se torne realidade o mais rápido possível. “Você me apertou sem abraçar”, disse o ministro ao se referir ao trabalho do senador Wellington.

Região

No evento realizado em Sinop, 16 prefeitos da região mostraram ao ministro a importância de uma instituição de ensino autônoma. “Não é um pedido isolado. É um pedido de toda a região”, avaliou o senador.

Wellington lembrou ter apresentado projeto para a criação de três novas universidades em Mato Grosso (Norte, Araguaia e Rondonópolis) já no seu primeiro mandato como deputado federal. “São quase 30 anos de luta. A de Rondonópolis já está criada. É um sonho que se tornou realidade. Agora, queremos a do Norte e a do Araguaia”, disse o senador, que é relator setorial do orçamento da União – do ano que vem – para a Educação.

“Vou fazer tudo o que for possível pela Educação”. Para o ministro, a pandemia colocou como protagonistas os profissionais da Educação. “No pós-pandemia, o protagonismo será dos professores”.

Campus

Hoje, o campus da UFMT em Sinop conta com 3.200 alunos e cursos nas áreas de saúde, licenciaturas e ciências agrárias. Criada há 15 anos, ocupa área de 60 hectares. Outros 88 foram cedidos pela Prefeitura de Santa Carmem para implantação de uma fazenda experimental.

“A região vem crescendo a cada dia mais e uma universidade autônoma é fundamental nesse processo”, disse o prefeito de Sinop, Roberto Dorner.

O reitor da UFMT, Evandro de Souza, mostrou-se favorável ao desmembramento, que acredita ser fundamental para dar autonomia na definição de projetos e orçamento para a instituição em Sinop.

Outra instituição de ensino – o Instituto Federal de Mato Grosso – também deve ampliar sua atuação no Norte. O reitor, Júlio César, anunciou o lançamento, em 18 de novembro, de edital para a construção da sede própria em Sinop, obra viabilizada com recursos de emendas parlamentares.

Depois de visitar Sinop, o ministro estará agora pela manhã em Rondonópolis e, à tarde, visita Cuiabá.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?